Curiosidades do Oktoberfest Munique

1. Não é um festival de cerveja

‘Oooo que? Que choque! Que horror! Eu posso ouvir você chorando. Ao contrário da crença popular, a Oktoberfest – ou ‘Wiesn’, para os locais – não é um festival de cerveja, mas, sim, a celebração do aniversário do casamento do Príncipe Luís da Baviera e sua esposa, Princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen. Quando os apaixonados se juntaram em 1810, a realeza comemorou o evento com um festa pública, em que nem uma gota do líquido dourado foi derramada! Foi apenas em 1819 que as corridas de cavalos foram substituídas por vendedores de cerveja. Apesar da prudência inicial, você ainda pode encontrar monarcas idólatras levantando uma caneca (‘krug’ em alemão) em homenagem ao velho lorde e dama que tornaram tudo isso possível.

2. A Oktoberfest não oferece cerveja…

Oktoberfest - Amantes da cerveja se reúnem aos milhares para beber Oktoberfestbier em uma das grandes tendas de bebidas.

Outro fato surpreendente para entrar na sua cabeça, o festival não serve “cerveja”, propriamente, mas, sim, a bebida apropriadamente chamada de ‘Oktoberfestbier’. Servida em 13 tendas enormes, e feita somente por seis cervejarias sediadas em Munique, essas bebidas especiais são únicas do evento, e chamá-las de qualquer outra coisa que não seja seu nome oficial pode deixar você em um problema com os devotos cidadãos locais.

3. O festival tem outro lado…

Acredite ou não, há muito mais do que álcool na Oktoberfest. Música é um fator muito importante nas celebrações, com cada tenda de bebidas incluindo bandas musicais que tocam uma mistura de sucessos repaginados de nomes como os Black Eyed Peas junto com clássicos tradicionais do Oompah alemão. Se música e dança não são a sua praia, você pode seguir para a tenda Armbrustschützenzelt. Uma pavilhão popular para locais e estrangeiros, você pode passar seu tempo bebendo a Oktoberfestbier da cervejaria Paulaner, devorando um suculento joelho de porco e praticando suas habilidades de arco e flecha na competição anual de tiro com besta.

4. Sobrevivência do mais forte

Oktoberfest - Canecas de Oktoberfestbier aguardam seus sedentos donos.

Elas não só são exclusivas da festa, mas estas VIBs (‘Very Important Beers’, ou Cervejas Muito Importantes) também são fortes. Servidas em uma clássica caneca ‘stein’ de 1 litro, a Oktoberfestbier média apresenta um teor alcoólico gritante de 6%, o que torna essas lagers ouro-âmbar mais fortes do que as bebidas convencionais. Não obstante, essas fortes cervejas são consumidas em volumes equivalentes a piscinas olímpicas – com 6,4 milhões de litros consumidos no evento do ano passado.

5. Nada de bebida sem consentimento

Você poderia pensar que essa comemoração colossal de cerveja teria um estilo um tanto quanto “vale tudo”, mas você estaria enganado. Só se pode começar a beber na Oktoberfest quando o mestre de cerimônias – o prefeito de Munique – abre o primeiro barril de cerveja, proclamando “O’ zapft is” (“Está aberto!”).

6. Não começa em Outubro

Oktoberfest - Uma alegre multidão celebra a abertura da comemoração do Oktoberfest reunindo-se em volta da estátua da Baviera.

E o que tem a ver o nome? Parece que não muito, uma vez que este lendário evento de outono nem mesmo começa em outubro! Ao longo dos anos, ele foi antecipado, começando em meados de setembro, com sorte, mais ensolarado. O festival inteiro começa em 16 de setembro, este ano, e termina em 3 de outubro, quando 12 fuzileiros soam uma saudação nos degraus da Estátua da Baviera.

7. Beba à sua saúde!

Oktoberfest - Um salão de bebidas lotado na Oktoberfest 2013.

A razão pela qual a Oktoberfest se tornou um marco tão popular e importante em Munique não é por mero prazer, mas por necessidade. O sul da Baviera havia sido notória por seu terrível abastecimento de água doce. Então, para combater a cólera, a peste e outras terríveis doenças, os moradores locais bebiam a alternativa mais segura, e provavelmente mais saborosa, da cerveja. A purificação da água cresceu rapidamente desde o século XIX, mas isso não significa que certas tradições não valham a pena serem mantidas. Então, beba à sua saúde, ou ‘zum Wohl!’, como dizem os locais!

8. Ordem na Casa

Enquanto apreciadores podem se juntar à festa desde os 14 anos de idade, desde que acompanhados por um adulto, a segurança é conhecida por sua maneira rígida de proteger a celebração. Uma seleção de beberrões inconvenientes são banidos todos os anos.

9. Surpreendentemente, é um local receptivo a crianças

Oktoberfest - A Oktoberfest brilha na noite com milhares visitando as atrações do festival.

Nos últimos anos, os organizadores do festival tentaram afastar a imagem de bebedouro mais popular do mundo, em direção a uma celebração mais voltada à família. A aparência do festival sempre foi importante para a Oktoberfest, mas agora está mais importante do que nunca, com uma roda-gigante, montanhas-russas, jogos e desfiles bávaros tradicionais abertos a pessoas de todas as idades, formas e níveis de bebedeira.

10. A sala de achados e perdidos é um conhecido baú de tesouros

Naturalmente, para um espetáculo tão inebriado, o setor de Achados e Perdidos é lotado todos os anos com milhares de objetos abandonados, e 2013 foi um ano para entrar na história. Além dos de sempre, no ano passado – incluindo 1056 passaportes, 520 carteiras, 320 celulares, 300 bolsas e mochilas e 50 câmeras – houve achados mais peculiares, como duas alianças de casamento, um aparelho auditivo, uma dentadura, uma lápide na forma de um lápis e um Segway. E, nas declarações de perdidos, um infeliz bebedor declarou ter perdido 50.000 euros em dinheiro. Nós presumimos que ele tenha bebido o dinheiro.

Ainda está com sede? Então vá para a Oktoberfest no Canto das Águas

Comentários

  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário